(31) 3235-8100

contato@amarilfranklin.com.br

noticiaNOTÍCIAS

Quinta, 08 Novembro 2018 12:40

Após dois meses de retiradas, Brasil registra ingresso de dólares em outubro

Avalie este item
(0 votos)

Entrada de recursos superou retirada em US$ 334 milhões no mês passado. Na parcial do ano, houve ingresso líquido de US$ 17,44 bilhões na economia brasileira.

Por Alexandro Martello, G1 — Brasília

07/11/2018

Após dois meses consecutivos de retiradas de recursos do país, o Banco Central informou nesta quarta-feira (7) que foi contabilizado um ingresso de US$ 334 milhões na economia brasileira no mês de outubro.

Em agosto, foi computada a retirada de US$ 4,25 bilhões do país e, em setembro, outros US$ 6,13 bilhões deixaram o país. Deste modo, nos últimos dois meses, mais de US$ 10 bilhões foram retirados do Brasil.

A saída de recursos nos dois últimos meses aconteceu em um período que coincidiu com a corrida eleitoral e com o aumento das tensões comerciais entre Estados Unidos e China.

Na parcial deste ano, até a última quinta-feira (1), US$ 17,444 bilhões ingressaram na economia brasileira, de acordo com dados oficiais do Banco Central.

Impacto no dólar

A entrada de dólares favoreceria, em tese, a queda da cotação da moeda norte-americana em relação ao real. Isso porque, com mais dólares no mercado, o preço tenderia, teoricamente, a recuar.

Em outubro, de fato, houve forte queda 7,80% no preço do dólar, no que foi o maior recuo mensal desde junho de 2016 (11,05%).

Segundo analistas de mercado, além do fluxo de dólares, outros fatores influenciam a cotação da moeda:

  • tensões ou alívio político decorrentes das eleições
  • o processo gradual de alta dos juros nos EUA, que tende a atrair capital para aquela economia
  • disputas comerciais entre países desenvolvidos
  • especulação financeira

Cotação do dólar

Nesta quarta-feira, o dólar opera em alta depois de recuar mais cedo, com o mercado monitorando o resultado das eleições legislativas nos EUA e o noticiário político doméstico.

Às 12h48, a moeda norte-americana subia 0,65%, vendida a R$ 3,7828. Na mínima do dia até o momento, a moeda norte-americana foi a R$ 3,7228 e, na máxima, a R$ 3,7878.

O Banco Central vendeu nesta sessão 13,6 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 2,72 bilhões do total de US$ 12,217 bilhões que vence em dezembro. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

Lido 38 vezes Última modificação em Quinta, 08 Novembro 2018 12:42