(31) 3235-8100

contato@amarilfranklin.com.br

noticiaNOTÍCIAS

Confiança do empresário reage e sobe 0,9 ponto em julho, diz FGV

Índice recuperou parte da perda de 2,0 pontos em junho, decorrente da greve dos caminhoneiros.

Por G1

31/07/2018 08h47 Atualizado há menos de 1 minuto

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) medido pela Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) subiu 0,9 ponto em julho, para 91,6 pontos, recuperando parte da queda de 2,0 pontos de junho.

De acordo com a FGV, o aumento da confiança reflete a "recuperação gradual" do setor produtivo após a greve dos caminhoneiros.

A maior contribuição para a recuperação do índice foi dada pelo subíndice da Situação Atual (ISA-E), que subiu 1,1 ponto, para 90,3 pontos, maior nível desde julho de 2014 (90,7 pontos). Já o Índice de Expectativas (IE-E) caiu 0,2 ponto, para 97,2 pontos.

Segundo o superintendente de Estatísticas Públicas do IBRE/FGV, Aloisio Campelo Jr., a alta do subíndice de Situação Atual indica que "a roda da economia continua girando, ainda que lentamente". Porém, a queda do Índice de Expectativas sinaliza que "a redução de otimismo dificilmente será revertida até que as incertezas eleitorais se dissipem."

Por setor

O ICE consolida os índices de confiança dos quatro setores cobertos pelas Sondagens Empresariais produzidas pelo Ibre/FGV: indústria, serviços, comércio e construção.

O índice da construção subiu 1,7 ponto, enquanto o da construção subiu 0,8 ponto. Já a confiança do comércio caiu 0,8 ponto e o da indústria ficou estável.

Para elaborar o índice de julho de 2018, o Ibre/FGV coletou informações de 4,8 mil empresas entre os dias 02 e 25 do mês.

Publicado em Notícia

Balança comercial registra superávit de US$ 1 bilhão na primeira semana de julho

Informação foi divulgada nesta segunda (9) pelo MDIC e abrange período de 1º e 8 de julho. No acumulado deste ano, exportações superam importações em quase R$ 31 bilhões.

Por Laís Lis, G1, Brasília

09/07/2018 15h14 Atualizado há 18 horas

Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) informou nesta segunda-feira (9) que a balança comercial registrou superávit de US$ 1,034 bilhão na primeira semana de julho, período que do dia 1º ao dia 8.

Isso significa que, nesse período, as exportações brasileiras superaram as importações em US$ 1,034 bilhão.

Ao todo, informou o MDIC, as exportações de 1 a 8 de julho somam US$ 4,352 bilhões e, as importações, US$ 3,318 bilhões.

A média diária das exportações da primeira semana de julho caiu 2,6% se comparada à média diária da primeira semana de julho de 2017, em razão da diminuição nas vendas de produtos manufaturados (-29,3%) e semimanufaturados (-11,6%). Por outro lado, cresceram as vendas de produtos básicos (26,5%).

Nas importações, a média diária da 1ª semana de julho de 2018 foi 11,7% maior que a registrada na primeira semana de julho de 2017.

Segundo o MDIC, cresceram, principalmente, os gastos com cereais e produtos da indústria da moagem, farmacêuticos, veículos automóveis e partes, químicos orgânicos e inorgânicos, combustíveis e lubrificantes.

Acumulado do ano

Na parcial deste ano, de janeiro a 8 de julho, a balança comercial registra superávit de US$ 30,967 bilhões.

O resultado é 16,9% menor do que o verificado no mesmo período de 2017 (US$ 37,251 bilhões).

No acumulado do ano, as exportações somaram US$ 118,064 bilhões e, as importações, US$ 87,097 bilhões.

Publicado em Notícia